Texto Completo


O MUNDO DO TRABALHO VOLTA OS OLHOS PARA A ÁFRICA
Fonte : Andréa Margon


Durbam, na África do Sul, reúne 1500 delegados, 111 países e 255 sindicatosno 17º Congresso da Federação Sindical Mundial (FSM). E, no momento histórico em que o mundo passa, a união da classe trabalhadora e fundamental.



José Adilson Pereira (*), que participa do evento, este é “um momento importante. Quando o mundo está dividido, enfrentando crises políticas e econômicas, a classe trabalhadora sofre as consequências com o capital querendo reduzir seus direitos”.



Ele destaca a importância de participar de um evento deste porte, para o Brasil, para o Espírito Santo e para os trabalhadores portuários.

O 17º Congresso da Federação Sindical Mundial (FSM), começou nesta quarta-feira (05) e prossegue até o dia 08.

:: Confira a programação.

(*) José Adilson Pereira é vice-presidente da Conttmaf, presidente da Intersindical da Orla Portuária ES e do Sindicato dos Estivadores ES e secretário adjunto da Secretaria de Relações Internacionais da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).
Data de publicação : quarta-feira, 5 de outubro de 2016

 

    ©2010 Krassine Soares Pinheiro Filho   -   Administrador