Texto Completo


Ato público contra fim das atividades de cabotagem no porto de Cabedelo
Fonte : ClickPB

Ato público, na manhã deste sábado (03), reuniu centenas de pessoas contrárias ao fim das atividades de cabotagem da estatal brasileira Petrobras, no porto de Cabedelo, caso seja confirmada o fim dessa atividade no porto dezenas de chefes de família ficarão sem seus empregos.

De acordo com Gilmara Temotéo, que preside a Companhia de Docas do Estado da Paraíba, a Petrobras sinaliza pelo fim das atividades no Porto de Cabedelo, sendo assim, a distribuição de combustíveis será feita pelo Porto de Suape em Pernambuco - encarecendo os preços praticados no Estado e, excluindo à distribuição que até então é feita em João Pessoa e cidades adjacentes.

Os participantes, membros da Executiva Estadual do partido Rede Sustentabilidade, filiados e simpatizantes à causa se reuniram em frente ao Teatro Santa Catarina e partiram em direção ao porto. A manifestação faz parte de uma mobilização intitulada "Frente Brasil Popular Paraibana" (FBPP). No evento estiveram presentes, representantes da sociedade civil organizada de João Pessoa e cidades da região metropolitana, grupos pastorais, partidos políticos e militantes da Central Única dos Trabalhadores - também se fizeram presentes.

Gritos em defesa da democracia, e "não" ao regime militar, além de reivindicações reiteradas pela permanência das atividades no Porto de Cabedelo foram a motivação do evento. "Não podemos aceitar passivamente que uma das maiores empresas petroleiras do mundo seja privatizada, a Petrobras é nossa, pertence a cada um dos brasileiros", salientou a redista Diana Dayse da cidade de Bayeux.
Data de publicação : segunda-feira, 5 de outubro de 2015

 

    ©2010 Krassine Soares Pinheiro Filho   -   Administrador