Texto Completo


Descaracterização da Guarda Portuária
Fonte : Portogente

Mais uma vez as nomenclaturas dos cargos da Guarda Portuária do Porto de Santos serão alteradas. Antes disso, a hierarquia era composta por guardas portuários, agentes, rondantes inspetores I e inspetores II, constituindo um quadro de carreira, sendo todos os postos efetivos. No plano atual, os cargos que eram de carreira passaram a ser de confiança e receberam novas nomenclaturas: agente e rondante foram substituídos por encarregado; inspetor I por coordenador e inspetor II por chefe de serviço. Quem fala sobre o assunto é o blog Segurança Portuária em foco.

E prossegue: "Agora, mais uma vez, as nomenclaturas serão alteradas com a aprovação pelo Conselho de Administração (Consad), no dia 13 de julho último, do Plano de Cargos Comissionados e Funções de Confiança (PCCFC), porém com nomes que comumente não são utilizados em nenhum setor de segurança.

O cargo de Chefe de Serviço passará a ser Supervisor, no entanto, ao invés de permanecer como “função de confiança”, passará a ser comissionado, o que, segundo o sindicato, abre caminho para a vinda de pessoas de fora.

No novo organograma, as funções hierárquicas, atualmente ocupadas por Coordenadores e Encarregados, receberão a nomenclatura de Assistente Sênior e Assistente Pleno, no entanto, não há qualquer menção de que estes cargos existirão na Guarda Portuária, o que inviabiliza toda a execução operacional dos serviços da Guarda Portuária.
A situação já foi encaminhada ao ministro Edinho Araújo, da Secretaria de Portos da Presidência da República, assim como ao presidente da Federação Nacional dos Portuários (FNP).
Data de publicação : terça-feira, 21 de julho de 2015

 

    ©2010 Krassine Soares Pinheiro Filho   -   Administrador