Texto Completo


“Fórmula da progressão é indecente”
Fonte : Monitor Mercantil

ECONOMIA COM APOSENTADORIAS EQUIVALE A UM QUINTO DO PAGAMENTO DE JUROS

O senador petista Paulo Paim (RS) fez duras críticas à fórmula de progressividade no cálculo da aposentadoria proposta pelo governo. “Analisei com calma, e essa fórmula de progressão é indecente. Não há nenhuma análise técnica que diga e prove, a mim e ao mundo, que a expectativa de vida aumenta um ano a cada ano. Isso é inaceitável.”

De acordo com o senador gaúcho, o congresso tem três alternativas: derrubar o veto, mantê-lo e suprimir a regra da progressividade proposta pelo governou ou manter a regra 85/95 para quem já está no mercado de trabalhando e definir a fórmula 90/100 para aqueles que ainda vão começar a trabalhar.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que cabe ao Congresso Nacional mudar a medida provisória editada nesta quinta-feira. “O fundamental é que a medida provisória seja aprimorada no Congresso Nacional. Ela parte do 85/95 e isso já é um avanço. O que precisamos é mudar a regra da progressividade para que ela não acabe comendo o 85/95. Esse é o papel do Congresso”, disse Calheiros.

Com a edição da MP a nova regra para o cálculo das aposentadorias começa a valer imediatamente, com a chamada fórmula 85/95. A partir de agora, para se aposentar com direito ao benefício integral, o trabalhador deve somar o tempo de contribuição e a idade até chegar a 85 anos, paras mulheres, e 95 anos, no caso dos homens. A partir de 2017, segundo a MP, o cálculo será acrescido de um ponto a cada dois anos, até 2019. Daí em diante, um ponto a cada ano até chegar a 90 (mulheres)/100 (homens), em 2022.

Pelo cálculos do governo, a regra da progressividade atrelada à fórmula 85/95 reduzirá o impacto nas contas da Previdência em R$ 50 bilhões, até 2026. O valor é menos de um quinto do que será pago de juros da dívida pública interna este ano.
Data de publicação : sexta-feira, 19 de junho de 2015

 

    ©2010 Krassine Soares Pinheiro Filho   -   Administrador