Texto Completo


Debate sobre portos reúne especialistas em Vitória
Fonte : Assessoria de Comunicação - CODESA

Um público estimado em quase 500 pessoas prestigiou o Debate ES Brasil: "Perspectivas para os portos capixabas", realizado na noite dessa terça-feira (14), em Vitória. Autoridades e especialistas falaram sobre os fatores positivos, os entraves às atividades portuárias e apontaram soluções. Um dos debatedores convidados foi o presidente da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa), Clovis Lascosque que fez uma explanação sobre as atuais condições e apontou a limitação geográfica como impedimento para o acesso de grandes navios ao complexo formado pelo Porto de Vitória. O evento foi realizado pela Next Editorial.

O objetivo do encontro foi discutir ações para aumentar a competitividade do Espírito Santo no comércio exterior e debater os entraves que limitam a sua participação no mercado, apesar de ter um dos mais eficientes complexos portuários do país e um dos maiores da América Latina. Também participaram do debate o secretário de Estado de Desenvolvimento, José Eduardo Faria de Azevedo; o presidente do Sistema Findes, Marcos Guerra; o presidente da Federação Nacional das Agências de Navegação Marítima (Fenamar), Waldemar Rocha Júnior; o gerente de Relações Institucionais dos Portos da Vale, Roberto Pinto De Almeida; e o diretor presidente do Sindicato das Agências de Navegação do Espírito Santo (Sindamares), Sergio Luiz Bonelle. O diretor de Administração e Finanças da Codesa, Raul Moura de Sá, também prestigiou o evento.

ENTRAVE

Durante o debate, Lascosque apontou como uma das dificuldades do Estado a profundidade do canal de acesso da baía de Vitória que limita o tamanho dos navios, mas se mostrou otimista quanto os serviços de dragagem e derrocagem no local. A expectativa é que sejam concluídos até dezembro deste ano. "Enquanto os navios mais modernos chegam a medir 360 metros de comprimento, a baía de Vitória comporta embarcações de, no máximo, 242 metros de comprimento, e por isso perdemos cargas para outros portos. Com o serviço de dragagem e derrocagem de pedras aprofundaremos o canal de acesso, a bacia de evolução e o berço de atracação, que resultarão em aumento da capacidade total de navios”, explicou.

Com uma discussão enriquecedora sobre os portos, foram levantadas outras questões sobre o assunto. A organização listou dez temas e cada debatedor respondeu dois assuntos, além de comentarem as análises dos outros convidados. O presidente da Codesa destacou a importância desse tipo de debate para a busca de parcerias e crescimento da atividade portuária: "É de suma importância debater e buscar soluções para os entraves que temos. O debate contribui para a execução de ações que visam o fortalecimento e desenvolvimento de um sistema portuário moderno, competitivo e ainda melhor do que o temos hoje no Espírito Santo hoje".

A cobertura completa do evento estará na edição impressa da revista ES Brasil do mês de abril e também será transmitida, na íntegra, no próximo sábado (18), pela Rede TV – Canal 18, às 17h40. O programa será reprisado na terça-feira (21), no mesmo horário.
Data de publicação : sexta-feira, 17 de abril de 2015

 

    ©2010 Krassine Soares Pinheiro Filho   -   Administrador